Busca  
 
ITORORÓ, BATALHA DE

Combate travado entre forças paraguaias e tropas do Império do Brasil, na ponte sobre o arroio Itororó, em 6 de dezembro de 1868, durante a Guerra do Paraguai (1865-1870).

Comandados por Solano López e pelo general Caballero, que contava com 5 mil homens e 12 canhões, os paraguaios foram vencidos. À frente do Exército brasileiro estava Luís Alves de Lima e Silva, então marquês de Caxias, que havia marchado para o sul com o objetivo de cortar as comunicações do líder paraguaio Solano López e assim derrotá-lo.

Medindo pouco mais de 3 m, a histórica ponte não se prestava à passagem de grandes efetivos. Após oito investidas fracassadas, Caxias colocou-se à frente de seus soldados e, ao pronunciar a célebre frase “quem for brasileiro que me siga”, conseguiu transpor o arroio. A luta se intensificou e o Exército paraguaio bateu em retirada, numa completa desordem. Cerca de 1.200 homens morreram. As forças brasileiras perderam 1.800 combatentes.